Tecnologia

Calor extremo duplica risco de aborto espontâneo, revela estudo

As ondas de calor extremo se tornaram assustadoramente comuns nos últimos meses. Um dos efeitos das mudanças climáticas, elas colocam em risco à saúde das pessoas. E segundo um novo estudo realizado por pesquisadores na Índia, as altas temperaturas aumentam os riscos de partos de bebês natimortos e abortos espontâneos em mulheres grávidas.

Leia mais

Calor
Ondas de calor colocam a saúde em risco (Imagem: Piyaset/ Shutterstock)

Efeitos do calor extremo na saúde de grávidas

No total, 800 mulheres grávidas do Estado de Tamil Nadu, no sul da Índia, participaram do estudo. Os trabalhos foram iniciados em 2017 pela Faculdade de Saúde Pública do Instituto de Ensino Superior e Pesquisa Sri Ramachandra (SRIHER, na sigla em inglês) em Chennai.

Cerca de metade das participantes trabalhavam em empregos nos quais estavam expostas ao calor. As outras trabalhavam em ambientes mais frescos.

O resultado foi que o risco de perder o bebê foi duas vezes maior para as mulheres expostas ao calor extremo. Os efeitos, segundo a equipe, não são sentidos apenas em países de clima tropical, embora possam ser mais devastadores em territórios como o indiano.

Segundo dados do Banco Mundial, a taxa de natimortos é de 12,2 para cada mil nascimentos na Índia. No Reino Unido, a taxa é de 2,7, enquanto no Brasil é de 7.

Estudos anteriores também apontaram para o risco de aumento em cerca de 15% de partos prematuros e de natimortos durante ondas de calor. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para “uma ameaça existencial para todos nós”, com as mulheres grávidas enfrentando “algumas das consequências mais graves” do aquecimento global.

Imagem mostrando uma mulher de gestação avançada, acariciando a barriga
Calor extremo aumenta os riscos de partos de bebês natimortos e abortos espontâneos em mulheres grávidas (Imagem: Gina/MotionArray)

Não há uma diretriz internacional para grávidas que trabalham em condições extremas

  • Como resultado do mais recente estudo, os pesquisadores defendem a adoção de uma série de cuidados para mulheres grávidas durante períodos de calor extremo.
  • Atualmente, não há uma diretriz internacional sobre o assunto.
  • Mas existem algumas dicas para mulheres grávidas que precisam trabalhar em condições extremas.
  • São elas: evitar períodos prolongados no calor (se possível), fazer pausas regulares à sombra se trabalhar ao ar livre em dias quentes, evitar fazer exercícios ou tomar Sol por longos períodos nos horários mais quentes do dia e se manter hidratada bebendo bastante água.
  • As informações são da BBC.

O post Calor extremo duplica risco de aborto espontâneo, revela estudo apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »