Tecnologia

O que a Disney pensa sobre o mercado de games?

A Disney tem algumas das franquias mais poderosas do mundo. Muito além do Mickey e do Donald, o império conta hoje com os heróis da Marvel, Star Wars, Indiana Jones, entre outros.

Vira e mexe você vê algum desses filmes estreando nos cinemas. Mas e nos games? Como a gigante Disney lida com esse mercado?

O Olhar Digital explica para você agora.

Leia mais

Um pouco de história

  • A Disney abandonou o desenvolvimento interno de jogos há vários anos, optando por licenciar suas premiadas franquias para desenvolvedores e editores terceirizados.
  • Sim, a Disney já foi dona de estúdios, como a LucasArts e a Avalanche Software, só que o modelo não era tão rentável.
  • Hoje, com a produção caríssima de jogos, a Disney opta por licenciar seus produtos.
  • Homem-Aranha 2, por exemplo, custou à Sony US$ 300 milhões!
  • Desse total, pelo menos US$ 100 milhões foram pagos em licença.
O belíssimo, mas caríssimo Homem-Aranha 2, exclusivo para PlayStation 5 – Imagem: Reprodução/Sony
  • Ou seja, a Disney expõe sua marca em um jogo AAA e ainda ganha muito dinheiro com isso.
  • A empresa também celebra diferentes acordos para ter seus produtos em evidência.
  • O mais recente foi fechado com a Epic Games: US$ 1,5 bilhão para levar seus personagens mais icônicos para dentro do sucesso Fortnite.

O futuro, segundo um especialista

Além do investimento bilionário na Epic Games, a Disney acaba de contratar os executivos Bjorn Tornqvist (ex-Ubisoft Massive) e Ray Gresko (ex-Blizzard) para cuidar de novos investimentos na área, mas eles não devem envolver a compra de desenvolvedoras.

Segundo o analista Rhys Elliot, da MIDiA Research, a companhia deve continuar adotando o modelo atual. Ou seja, injetando dinheiro em nomes já reconhecidos pelo mercado, como a Epic Games.

Fortnite
Fortnite deve ter uma versão com personagens da Marvel futuramente – Imagem: shutterstock/Cassiano Correia

Sobre a possibilidade de grandes estúdios se afastarem de jogos licenciados, o especialista disse que a Disney deve ficar tranquila.

Sim, os US$ 100 milhões cobrados por Homem-Aranha 2 são valores elevadíssimos. Porém, a produtora conseguiu lucrar da mesma maneira – graças à marca forte do seu protagonista, que pertence justamente à Disney.

Segundo Elliot, isso vai continuar se repetindo porque os personagens sob o guarda-chuva da empresa são importantes demais na cultura pop.

A Electronic Arts disse recentemente que abandonaria esse modelo de licenciamento. A mesma empresa, porém, já tem encaminhados dois jogos de personagens da Marvel: Homem de Ferro e Pantera Negra. Ou seja, vai ter que pagar direitos à Disney do mesmo jeito.

As informações são do WCCFTech.

O post O que a Disney pensa sobre o mercado de games? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »