Guarujá

Tartaruga encontrada presa em rede de pesca é devolvida ao mar após sete meses de tratamento no litoral de SP


Animal tinha plástico nas fezes e estava com quadro de pneumonia, além de tumores pelo corpo. Tartaruga encontrada presa em rede de pesca é devolvida ao mar após meses de tratamento
Uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) foi devolvida ao mar após meses em reabilitação em Guarujá, no litoral de São Paulo (assista acima). Conforme apurado pelo g1 nesta sexta-feira (19), o animal foi resgatado pelo Instituto Gremar após ser encontrado encalhado e preso a uma rede de pesca em Santos, também no litoral paulista.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
De acordo com o Instituto Gremar, a tartaruga precisou de sete meses de tratamento, pois apresentava plástico nas fezes e tinha grande quantidade de fibropapilomas (tumores) pelo corpo, além de um quadro de pneumonia.
Tartaruga foi devolvida ao mar após tratamento em Guarujá (SP)
Instituto Gremar/Divulgação
Ela foi localizada na Ponta da Praia de Santos em agosto do ano passado. O Gremar foi acionado e transferiu o animal para o Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos do Instituto Gremar, em Guarujá. No local, ela foi submetia a cirurgias e, aos poucos, se recuperou.
Segundo o instituto, a tartaruga foi considerada apta para ser solta após apresentar um quadro dentro dos parâmetros da normalidade. Sendo assim, uma equipe do instituto devolveu o animal ao mar no último dia 12.
Tartaruga foi devolvida ao mar em Guarujá (SP)
Instituto Gremar/Divulgação
PMP-BS
A ação de soltura do animal faz parte do Projeto de Monitoramento de Praias das Bacia de Santos (PMP-BS), que tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.
Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, é necessário entrar em contato pelos telefones 0800 642 3341 ou (13) 99711 4120.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »