Economia

Haddad diz que RS pode ficar 2 anos sem pagar dívida

Mesmo debaixo de chuva, Rio Grande do Sul recupera vias para passagem de doações
O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou neste domingo (12), com exclusividade ao blog, que o Rio Grande do Sul poderá ficar até dois anos sem pagar as parcelas da dívida do Estado com a União. A suspensão seria temporária.
Haddad se reúne nesta segunda-feira (13) com o governador do RS, Eduardo Leite.
O governo federal quer garantias de que os recursos serão utilizados na reconstrução do Estado, que teve mais de 85% dos municípios atingidos pelas cheias e deslizamentos.
Números da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul estimam que, com o prazo de 24 meses sem pagar as parcelas da dívida, se abrem R$ 8 bilhões para o Estado destinar à reconstrução.
Além da tragédia humana, as enchentes no Rio Grande do Sul trazem grandes perdas econômicas. Estimativas de instituições privadas e do próprio governo federal calculam um impacto no PIB do Brasil neste ano de pelo menos 0,2 ponto percentual.
Só a queda na indústria no Rio Grande do Sul pode chegar a 20%.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »