Tecnologia

BYD minimiza impostos nos EUA: “estamos focados em outras regiões”

Como noticiado pelo Olhar Digital, o governo dos Estados Unidos decidiu aumentar os impostos de importação para carros chineses. Os tributos vão quadruplicar, passando de 25% para 100%.

Coincidência ou não, a medida vem ao mesmo tempo em que a China desembarca no México. A BYD confirmou que terá uma fábrica no país durante o lançamento da picape Shark, a primeira da montadora. O evento foi realizado na Cidade do México. Foi o primeiro lançamento global da companhia fora da China. A construção deve começar no ano que vem e, a produção, a partir de 2027.

shark picape byd
Evento de lançamento da picape Shark, da BYD. Foto: divulgação

Leia mais:

Em entrevista coletiva, a vice-presidente global da BYD, além de CEO da montadora nas Américas, Stella Li, minimizou a alta dos impostos nos Estados Unidos e negou que a fábrica no país vizinho tenha qualquer segunda intenção.

De acordo com ela, o futuro do mercado de veículos elétricos nos EUA é incerto. Depois de uma alta nas vendas, há sinais claros de desaceleração. Por isso, a greentech chinesa apenas observa a movimentação do mercado americano. Stella Li não emitiu opinião sobre a decisão da Casa Branca:

A BYD está focada em outras regiões, que não os EUA. A intenção é globalizar (a marca), mas também torná-la local onde está. A empresa analisa a situação dos EUA como delicada. Havia muita penetração de carros elétricos, mas a curva caiu recentemente. A estratégia da BYD é de longo prazo. Se não for para pensar em 10, 20 anos, não vale a pena. E o cenário dos Estados Unidos ainda não está claro.

Stella Li, CEO da BYD nas Américas

Stella Li, vice-presidente global da montadora. A executiva concedeu uma entrevista coletiva no México. Foto: Bruno Capozzi/Olhar Digital

BYD e os EUA

Durante a coletiva, Stella Li foi questionada sobre uma fala de Elon Musk, dono da Tesla, no começo do ano. O bilionário afirmou que as fabricantes automóveis chinesas são “as mais competitivas do mundo” e “terão um sucesso significativo fora da China. A executiva explicou que a BYD tem boas relações com a Tesla e que a fala de Musk é um “chamado de atenção para a tecnologia que as empresas chinesas têm”.

Além disso, a vice-presidente global da companhia foi clara: a ideia da fábrica mexicana é abastecer o mercado do país e, também, da América Central. Assim, a instalação em Camaçari, na Bahia, atenderia à América do Sul. A produção por aqui, aliás, deve começar no ano que vem.

Ainda sobre o Brasil, a Stella Li informou que um centro de pesquisa e desenvolvimento na Bahia deve ser apresentado até o fim do ano.

Jornalista viajou a convite da BYD para a Cidade do México

O post BYD minimiza impostos nos EUA: “estamos focados em outras regiões” apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »