Turismo

Guia Michelin: veja quanto custa comer em restaurantes brasileiros ‘bons e baratos’


Edição deste ano premiou 12 novos estabelecimentos de ‘boa qualidade e bom preço’, que têm pratos entre R$ 22 e R$ 179. Edição brasileira do prêmio só considera locais nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. O famoso Guia Michelin, que premia os melhores restaurantes do mundo, também tem uma categoria para os que oferecem pratos bons e baratos. Na última segunda-feira (20), 12 estabelecimentos brasileiros entraram para essa lista.
A ideia da premiação, chamada de Bib Gourmand, é reconhecer “restaurantes de boa qualidade e bom preço”. Na edição brasileira, o prêmio só considera casas nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo.
Os 12 restaurantes incluídos este ano se somam a outros 25 que já faziam parte da categoria desde 2020, a última edição do prêmio. Nestes novos estabelecimentos, os preços dos pratos variam entre R$ 22 e R$ 179.
Entre os novos restaurantes premiados, dois estão localizados no Rio, enquanto os demais estão em São Paulo.
????Confira abaixo o prato mais caro e o mais barato de alguns dos restaurantes premiados:
Brota (RJ)
Sult (RJ)
A Baianeira – MASP (SP)
Shihoma Pasta Fresca (SP)
Più Higienópolis (SP)
Mocotó Vila Leopoldina (SP)
Feriae (SP)
Cora (SP)
Brota (RJ)
Restaurante Brota é premiado em Guia Michelin
Brota/ Divulgação
O Brota é um restaurante vegetariano do Rio de Janeiro comandado pela chef Roberta Ciasca. O espaço serve diversas porções pequenas, além de bebidas autorais e doces.
Mais caro
O cliente pode pedir mais de uma porção. Normalmente, elas são combinadas para realçar os sabores. Se juntar 2 porções ou mais, o valor pode chegar a R$ 110. Veja abaixo duas opções:
Abóbora assada com granola salgada e creme de castanha
Risone com cogumelos, com massa em formato de arroz, molho cremoso de cogumelos e tempura de couve
Mais barato
Pratos feitos servidos na hora do almoço, com saladas e vegetais: R$ 50.
Sult (RJ)
Restaurante Sult (RJ) é premiado em Guia Michelin
Sult/ Divulgação
Com diversos prêmios internacionais, o Sult mescla preço baixo com qualidade gastronômica. O chef Nelson Soares serve suas melhores receitas no Rio de Janeiro.
Mais caro
Black Angus, carne com risoto cremoso de cogumelo: R$ 179 (serve duas pessoas)
Mais barato
Lasanha de carne acompanha creme especial e queijo: R$ 75
A Baianeira – MASP
Restaurante A Baianeira (SP) é premiado pelo Guia Michelin
A Baianeira / Divulgação
Localizado no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp), o restaurante A Baianeira oferece comidas e vinhos. O espaço fica na Av. Paulista, uma das principais da cidade.
Mais caro
Moqueca de peixe com creme de alho, arroz e farofa: R$ 89
Mais barato
Nhoque de batata doce roxa com creme de requeijão moreno, sálvia, amêndoas e beiju: R$ 36
Shihoma Pasta Fresca (SP)
Shihoma Pasta Fresca
Apó Arquitetura/Shihoma Pasta Fresca; Rubens Kato/Shihoma Pasta Fresca
O espaço é considerado um dos melhores restaurantes italianos de São Paulo. O Shihoma Pasta Fresca é comandado por chefs Marcio Shihoma, Bia Freitas e Joey Lin.
Mais caro
A Lasagna alla Bolognese com massa verde, ragu à bolonhesa, molho bechamel e queijo parmesão: R$ 139
Mais barato
Spaghetti al Sugo di Pomodoro, com molho sugo de tomate: R$ 35
Più Higienópolis (SP)
Più Higienópolis
Divulgação/Michelin
O Più funciona desde 2015, em São Paulo. No menu do chef Marcelo Laskani, há releituras modernas e autorais de receitas italianas clássicas.
Mais caro
Cappelletti de burrata, acompanha aligot de mandioca com queijos: R$ 179

Mais barato
Cappelletti de burrata com babaganouch, tartar de atum e azeite de salsa: R$ 79
Mocotó Vila Leopoldina (SP)
Mocotó Vila Leopoldina
Ricardo D’Angelo/Mocotó Vila Leopoldina
Localizado em São Paulo, o restaurante foi fundado em 1973 pelo pernambucano Zé de Almeida. Em 2011, o estabelecimento recebeu o prêmio por estar entre os melhores da América Latina, feito pela revista 50 Best Restaurants.
Mais caro
Pirarucu Assado com castanha-do-Pará, torresmo, mandioca cozida e vinagrete de feijão fradinho: até R$ 149
Mais barato
Caldo do Mocotó, receita exclusiva da casa há quase 50 anos: R$ 22,90
Feriae (SP)
Feriae
Carolina Lacaz/Feriae; Helena Rubano/Feriae
O restaurante Feriae só usa ingredientes da estação, orgânicos e provenientes de pequenos produtores. O restaurante fica em Pinheiros, na capital paulista.
Mais caro
Peixe pescado no mesmo dia acompanhado de batatas assadas, molho de alcaparras, cebola e páprica: R$ 104
Mais barato
Conserva caseira acompanhada de um mix de vegetais da estação, armazenados em vinagre e finalizados com sal e pimenta do reino R$ 36
Cora
Restaurante Cora (SP) é premiado pelo Guia Michelin
Cora/ Divulgação
Com vista para o Minhocão, em São Paulo, o restaurante Cora visa aproximar vivências rurais e urbanas.
Mais caro
Peixe assado pescado no mesmo dia acompanhado de cogumelos sazonais: R$ 96
Mais barato
Entrada de maçã verde acompanhada de queijo guaianá e nozes picán: R$ 49
Leia também:
Cruzeiro nudista pelo Caribe tem regras rígidas e custa a partir de R$ 10 mil por pessoa; veja detalhes
Aeroporto de Porto Alegre com voos suspensos: veja quais os direitos dos passageiros
Piscina de água salgada e ilha particular: como é se hospedar nos 3 melhores hotéis do mundo em 2024
Assista ao vídeo abaixo e conheça os lugares que o turismo é proibido
Conheça 10 lugares misteriosos e impressionantes que nenhum turista pode visitar
g1 provou o peixe mais caro do mundo; veja abaixo como foi a experiência
g1 prova peixe mais caro do mundo

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »