Brasil

Presidente da Fiesp se afasta após Coteminas pedir recuperação judicial de R$ 2 bilhões

Josué Gomes da Silva, presidente da Fiesp, decidiu se afastar da entidade após a Coteminas, empresa da qual é dono, entrar com um pedido de recuperação judicial de quase R$ 2 bilhões. O afastamento foi confirmado apenas nesta quinta-feira (23). O empresário solicitou uma licença de 40 dias para se dedicar aos assuntos da Coteminas, conforme informou sua assessoria de imprensa. A empresa teve suas cobranças de dívidas suspensas pela Justiça devido ao pedido de recuperação judicial aprovado. A Coteminas, juntamente com suas controladas Ammo Varejo e Springs Global, enfrenta dificuldades financeiras desde o fim da pandemia, o que motivou o pedido de recuperação judicial. A empresa tentou resolver seus problemas financeiros nos últimos anos, incluindo uma tentativa frustrada de abrir o capital da Ammo em 2021. Em 2022, a Ammo emitiu debêntures privadas no valor de R$ 300 milhões, mas não conseguiu cumprir as obrigações financeiras em março de 2023. Isso levou a Odernes Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia a solicitar o vencimento antecipado dos papéis, após negociações com os controladores. A situação financeira da Coteminas e suas controladas continua delicada, com a empresa buscando preservar suas atividades e subsidiárias por meio do pedido de recuperação judicial.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

*Reportagem produzida com auxílio de IA

 

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »