Guarujá

Homem é internado em estado grave após tubulação de gás explodir: ‘estou todo queimado’


Alexandre de Jesus Mota é morador de São Vicente (SP) e trabalha como empreiteiro. Ele estava cortando um piso e atingiu um cano de gás. Homem foi internado em estado grave após tubulação de gás explodir em Santos (SP)
Arquivo pessoal
Um empreiteiro, de 48 anos, foi internado em estado grave após um cano de gás explodir durante uma obra em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 nesta sexta-feira (24), Alexandre de Jesus Mota estava cortando um piso e atingiu a tubulação.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
“Houve uma explosão e uma labareda de fogo muito grande. Derreteram os braços dele, a palma da mão, pegou o rosto todinho. O estado dele não está bom”, afirmou o irmão e sócio de Alexandre, José Agnaldo de Jesus Santos, de 43.
Os irmãos foram contratados por um condomínio no bairro Boqueirão. O serviço previa trocar uma pia de lugar em um cômodo usado pelos funcionários do edifício.
José explicou que Alexandre começou a cortar o chão e estourou um cano de água. “Ele se molhou todo, era Deus preparando ele para o que ia vir”. A vítima continuou o trabalho, na última quarta-feira (22), quando foi surpreendida ao atingir outra tubulação, desta vez de gás.
A equipe de reportagem teve acesso a um áudio enviado por Alexandre ao irmão após a explosão.
“Mano, eu estava cortando aqui e passaram uma tubulação de gás dentro do banheiro. Ninguém sabia meu irmão. Deu uma explosão aqui, me queimou a cara toda, os braços, estou todo queimado”, disse o empreiteiro com a voz ofegante.
Alexandre de Jesus Mota foi internado após um cano de gás explodir em cima dele em Santos (SP)
Arquivo pessoal
Socorro
O ajudante de Alexandre conseguiu se esconder atrás de uma parede e não foi atingido pelo fogo. O registro da tubulação de gás foi fechado pelo zelador do prédio ao escutar o pedido de ajuda da vítima.
Em nota, a Prefeitura de Santos informou ao g1 que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a ocorrência e a vítima foi levada à Santa Casa da cidade. A unidade de saúde, por sua vez, afirmou que o paciente deu entrada consciente e estável.
Alexandre permaneceu internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com acompanhamento da equipe multiprofissional do hospital.
De acordo com a Santa Casa de Santos, mais informações não podem ser passadas, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).
Revolta
Ao g1, José disse que a síndica não sabia da existência daquele cano de gás. Apesar disso, ele pretende registrar um boletim de ocorrência contra a administração do prédio. “Foi um erro muito grave ninguém saber se aquele cano passava ali ou não. Poderia ter custado uma vida”, explicou.
O irmão e sócio da vítima ressaltou estar apreensivo pelo estado de saúde de Alexandre, bem como com o impacto financeiro à família da vítima, que tem uma esposa, sete filhos e dois enteados.
A equipe de reportagem tentou contato com a administração do edifício, mas não a localizou até a última atualização desta matéria.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »