Tecnologia

Vazamento em traje de astronauta cancela caminhada espacial mais uma vez

Conforme noticiado pelo Olhar Digital, uma caminhada espacial que aconteceria no dia 13 de junho havia sido remarcada para esta segunda-feira (24). No entanto, a atividade extraveicular (EVA) foi suspensa novamente – desta vez, devido a um vazamento de líquido de refrigeração no traje espacial de um dos astronautas participantes.

Vamos entender:

  • A 90ª EVA dos EUA na Estação Espacial Internacional (ISS) estava marcada para 13 de junho;
  • A caminhada espacial foi suspensa logo após o vazar um áudio de uma simulação de emergência no posto avançado orbital;
  • Na ocasião, a NASA informou que o motivo do cancelamento foi um desconforto no traje espacial de um dos astronautas;
  • A atividade foi reprogramada para 24 de junho;
  • Além da alteração na data, a agência também substituiu Matt Dominick por Mike Barrat na condução dos trabalhos junto a Tracy Dyson;
  • Poucos minutos após o início da caminhada espacial, mais um problema com um traje levou a uma nova suspensão dos trabalhos;
  • Desta vez, devido a um vazamento de líquido de refrigeração.
Os astronautas Tracy Dyson e Mike Barratt, que fariam a EVA nº 90 dos EUA na Estação Espacial Internacional nesta segunda-feira (24). Crédito: NASA

NASA aborta caminhada espacial poucos minutos após início

De acordo com um comunicado da NASA, Dyson e Barratt foram instruídos a abortar a atividade de 6,5 horas fora da ISS às 9h52 (pelo horário de Brasília). A caminhada havia começado tecnicamente às 9h46, quando carregaram a energia interna dos trajes. Quase uma hora após o cancelamento, a escotilha se abriu para a dupla voltar para dentro do laboratório orbital.

Durante a transmissão ao vivo da NASA, os astronautas relataram “literalmente água em todos os lugares” ao preparar seus trajes para a atividade extraveicular. O vazamento, proveniente do cabo umbilical de manutenção e resfriamento no traje de Dyson, não representava perigo imediato. A agência cancelou a caminhada por precaução, já que não estava claro quanta água restava no traje.

A astronauta relatou ao Controle da Missão que “cristais de gelo estavam fluindo lá fora, como uma máquina de neve”. O SCU (umbilical de manutenção e resfriamento) conecta-se ao bloqueio de ar da ISS durante a preparação para a caminhada espacial. 

Eles estavam na escotilha quando o vazamento ocorreu, com a porta externa aberta, mas a fecharam rapidamente. “Foi uma tempestade de neve impressionante”, comentou o astronauta Butch Wilmore, piloto da Boeing Starliner, que está em missão estendida junto com a colega Suni Williams.

Leia mais:

A caminhada espacial durou 31 minutos, contabilizando desde a troca de energia dos trajes até a repressurização da escotilha. Dyson acumula agora 23 horas e 20 minutos em quatro caminhadas, e Barratt, 5 horas e 37 minutos em três.

O objetivo da atividade era concluir a remoção de uma caixa eletrônica defeituosa, chamada de grupo de radiofrequência, de uma antena de comunicações na treliça de estibordo da estação. Também seriam coletadas amostras de microrganismos para análise para entender a capacidade de sobrevivência e reprodução de micróbios no exterior da estrutura.

O post Vazamento em traje de astronauta cancela caminhada espacial mais uma vez apareceu primeiro em Olhar Digital.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »